sábado, julho 11, 2020
Maranhão

Força Nacional vem ao Maranhão, para garantir segurança aos indígenas

60views

Por Central de Redação

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro autorizou nesta segunda-feira o envio de policiais da Força Nacional de Segurança para a Terra Indígena Cana Brava, no Maranhão, após ataque a tiros que matou dois índios e deixou outros dois feridos no município de Jenipapo das Vieiras.

O objetivo do envio de tropas, segundo portaria do ministério, será promover a segurança de indígenas, servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai) e quaisquer pessoas na região.

O texto diz que o objetivo é apoiar o trabalho da Fundação Nacional do Índio (Funai) nas ações de segurança pública por 90 dias, a partir de 10 de dezembro. O prazo pode ser prorrogado caso seja necessário. A decisão do ministro ocorre depois que um ataque a tiros matou dois índios e deixou outros dois feridos no município de Jenipapo das Vieiras

 

O objetivo do envio de tropas, segundo portaria do ministério, será promover a segurança de indígenas, servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai) e quaisquer pessoas na região.

O emprego da Força Nacional ocorrerá entre 10 de dezembro e 8 de março de 2020, e o contingente ainda será definido pelo ministério. A eventual prorrogação da força poderá ocorrer se for solicitado.

 

Moro afirmou mais cedo nesta segunda-feira, no Twitter, que a Polícia Federal vai investigar o assassinato dos indígenas do povo Guajajara, ocorrido no fim de semana. A PF já havia informado no sábado que tinha aberto inquérito sobre o caso.

Os povos indígenas têm se deparado com uma escalada na violência durante o governo do presidente Jair Bolsonaro, que defende a exploração comercial de terras protegidas. Os índios enfrentam situações violentas especialmente por parte de madeireiros ilegais e garimpeiros.

No mês passado, o indígena Paulo Paulino Guajajara, um “guardião da floresta”, foi morto a tiros em um confronto com madeireiros ilegais em uma reserva próxima ao local do ataque do último fim de semana.

 

O caso



Um grupo de indígenas da tribo Cana Brava Foi alvo de um atentado no início da tarde do ultimo sábado (  07), na BR-226, entre os municípios de Barra do Corda e Grajaú. Dois índios morreram após atentado.

De acordo com relatos não-confirmados, lideranças que saíam de uma reunião com a Eletronorte e a FUNAI se deslocavam nas proximidades da aldeia El Betel, quando um veículo de cor branca e de vidro espelhado, modelo Chevrolet Celta, diminuiu a velocidade ao se aproximar do grupo. De dentro do carro partiram os tiros que feriram os índios

Leave a Response

Portal Geovane
Geovane Silva é um jornalista brasileiro da cidade de São Luís, capital do Maranhão. A sede do Portal Geovane Silva fica no Centro da cidade de Raposa-MA; Região Metropolitana da Capital. Fundador(es): Haroildo Carim Fundação: 01 de Março de 2016 (03 anos) Circulação: Estado do Maranhão.
error: Conteúdo não autorizado para cópias!!